Guia prático para a ilha de São Miguel nos Açores

Se pretendes ir visitar a ilha de São Miguel nos Açores em breve, este artigo é ideal para ti!

Aqui podes encontrar dicas sobre o que visitar, o que fazer,  o que comer, que apps usar, etc.

Alojamento

Na ilha de São Miguel não há muita opção de hotéis, sendo que o mais fácil será alugar uma casa através do Booking ou Airbnb.

Não deixo aqui sugestões de estadia, pois tenho em São Miguel os melhores amigos do mundo, que me proporcionaram a melhor estadia e os melhores dias de férias 😉

Aluguer de carro

Para visitar a ilha toda o ideal é alugar um carro, para ficarem mais flexíveis e poderem visitar cada local quando vos for mais conveniente, ou quando as condições meteorológicas o permitirem.

O site Jetcost é um ótimo motor de busca para aluguer de carros, pois faz o comparativo das várias empresas. Podem levantar/devolver o carro no aeroporto ou no centro da cidade.

Dica: Tenham em atenção a “política de combustível” de cada empresa, pois a maioria cobra uma “taxa administrativa” que pode variar entre os 20€ e os 40€. O ideal será escolherem uma empresa que tenha a política de combustível “cheio – cheio”, ou seja, recebem o carro com depósito cheio e devem entregar com o depósito cheio.

Caso não queiram alugar carro, podem sempre fazer um tour de jeep pela ilha.

O que provar

Se querem conhecer um restaurante tradicional, não podem deixar de passar pelo Mané Cigano. O sítio é pequeno e não há cerimónias para sentar e partilhar mesa, se necessário. Podem encontrar o prato do dia, mas o restaurante é conhecido pelos chicharros fritos com feijão.

Um dos pratos típicos da região é o cozido das Furnas. Este é cozinhado no subsolo durante várias horas em cozedura lenta. Se querem experimentar esta iguaria devem fazer uma pré reserva num restaurante da zona das Furnas. Eu liguei apenas no próprio dia e já não tive vaga.

Pic by Tips2Trips

Se estiverem pelas Furnas não podem deixar de experimentar o bolo lêvedo. Esta é a zona onde o bolo lêvedo é produzido, mas vão encontrar de certeza em muitos restaurantes e supermercados pela ilha. É um pão adocicado, que fica bem com tudo! Experimentem com manteiga de alho que fica uma delicia.

Todo o peixe e carne na ilha são de comer e chorar por mais, mas o meu prato favorito é sem dúvida as lapas grelhadas. Feitos na chapa com manteiga e alho, são uma delícia! Não devem também deixar de provar o atum fresco. Vão encontrar atum em muitos restaurantes, cozinhado de diversas formas, mas o simples atum grelhado é muito bom!

Pic by Tips2Trips

A carne nos Açores é da mais tenra que existe, competindo lado a lado com as famosas carnes Japonesas. Para provarem um bom bife vão à associação agrícola de São Miguel, perto da Ribeira Grande.

Uma das coisas mais tradicionais dos Açores é o ananás, produzido em estufas de vidro e com um período de crescimento de cerca de 2 anos. Quando provarem, vão ver que nada tem a ver com o abacaxi que compramos no supermercado. Usem e abusem, ao pequeno almoço, ao lanche ou à sobremesa não deixem o ananás de lado.

Pic by Tips2Trips

Já que falamos de sobremesa, houve uma sobremesa que me deixou rendida e ainda hoje sonho com o pudim de mel do restaurante A Tasca. É um restaurante grande com ambiente descontraído, mas que ainda assim necessita de pré reserva de mesa. Aqui todos os petiscos são bons!

Por último, mas não o menos importante é o queijo fresco. Aquilo que parece algo comum, demonstrou-se uma surpresa incrível. Este queijo fresco de vaca servido sobre uma folha de conteira e com pasta de pimenta, é algo divinal.

O que fazer

Antes de partirem rumo aos Açores podem espreitar o site de turismo dos Açores VisitAzores e ver quais as atividades ou eventos que vão acontecer nas ilhas.

O clima nos Açores pode ser uma inconstante e até um inibidor quando se quer visitar pontos mais altos, como a lagoa do Fogo que muitas vezes tem nevoeiro. Aconselhamos o uso do site SpotAzores.com para que consigam ver as webcam espalhadas pelas ilhas e assim escolher a melhor altura para ir a cada zona da ilha.

Pic by Tips2Trips

Um dos tours mais vendidos é a observação de cetáceos – baleias e golfinhos. Tenham em atenção que nem sempre se consegue avistar algum cetáceo. Depende muito da época do ano, e claro da sorte. Alguns operadores turísticos devolvem o dinheiro ou fazem a re-marcação do passeio caso não se aviste nenhum cetáceo.

Não fiz o passeio de barco pois o mar estava muito agitado e os barcos não saíram. Mas o preço mais baixo que vi foi com a empresa Moby Dick por 40€.

A ilha de São Miguel é cheia de boas surpresas para quem gosta de arte urbana. Não só em grandes edifícios se encontram belas pinturas, mas também em pequenas ruelas, em cantos ou lugares comuns se podem ver obras interessantes.

Pic by Tips2Trips
Pic by Tips2Trips
Pic by Tips2Trips
Pic by Tips2Trips

Em Ponta Delgada são vários os pontos de atração que podem visitar.

As Portas da cidade dão as boas vindas a todos que por lá passam. Esta praça ao anoitecer é ainda mais bonita porque se encontra com uma iluminação que enaltece a sua simplicidade.

Pic by Tips2Trips

O Mercado da Graça é um ponto de encontro de produtores locais, onde podem encontrar frutas e legumes da região, uma grande variedade de queijos, entre outros produtos, e claro os deliciosos ananases.

Pic by Tips2Trips
Pic by Tips2Trips
Pic by Tips2Trips

Um local a não perder é o Louvre Micaelense. O que antes era uma loja de chapéus é agora um misto entre mercado e café. Aqui podem deliciar a boca e os olhos, enquanto bebem um chá e provam algumas iguarias locais, podem observar aquele cenário tão pitoresco com loiças e produtos made in Portugal.

Pic by Tips2Trips
Pic by Tips2Trips
Pic by Tips2Trips

Por incrível que pareça, um dos hotéis mais visitados nos Açores é um hotel em ruínas. O Hotel Monte Palace abriu em 1989 e foi o primeiro hotel 5 estrelas da ilha, mas permaneceu aberto apenas dois anos. Hoje, este imponente hotel encontra-se em ruínas e foi completamente pilhado, ficando apenas com alguns vestígios do luxo de outrora, como as carpetes ou o chão em mármore.

Podem observar a lagoa das Sete Cidades através das janelas ou das varandas dos quartos, deixando à imaginação, como seria ficar hospedado num daqueles quartos.

Pic by Tips2Trips
Pic by Tips2Trips
Pic by Tips2Trips

Em São Miguel podem encontrar vários miradouros espalhados pela ilha. Cada um tem o seu encanto e eu visitei praticamente todos.  A vantagem de alugar carro é poder parar o carro em qualquer sítio, a qualquer hora para desfrutar da vista.

Um dos miradouros mais icónicos é o Miradouro da Vista do Rei, que fica junto ao Hotel em ruínas, e que nos dá uma vista incrível sobre a Lagoa das Sete Cidades. Apesar de ser uma zona com nevoeiro constante, acho que o local é muito mágico.

Pic by Tips2Trips

Outro miradouro capaz de nos tirar o fôlego é o miradouro da Grota do Inferno, na mata do Canário, junto à Lagoa do Canário. A estrada que dá para o miradouro pode passar despercebida e normalmente não faz parte dos tours organizados. Junto à estrada tem uma placa com o horário autorizado a veículos, mas a pé não há restrições de horário.

Sigam por uma estrada de terra batida com vegetação alta e depois comecem a subir o monte. No final do caminho vão encontrar uma tabuleta a evocar a paz no mundo. Neste local vão ter uma vista digna de postais e vão perceber que ao vivo é ainda mais bonito do que qualquer foto que tenham visto.

Pic by Tips2Trips
Pic by Tips2Trips
Pic by Tips2Trips

Outra das atrações em São Miguel são os banhos termais, ótimas para relaxar com água quente e no meio da natureza. Por experiência própria, o dia que mais gostei de estar nas termas, foi num dia de chuva, em que a diferença de temperatura entre os banhos e a atmosfera era ainda maior e chuva tornava tudo mais divertido.

As Poças da Dona Beija são um ponto de referência e uma dádiva da natureza, com águas a cerca de 40ºC. Com nome inspirado na novela brasileira que inspirou os portugueses na década de 80, onde a personagem “dona Beija” se banhava numa “cachoeira”, possui 5 espaços/piscinas com tamanhos diferentes e onde se pode ter um spa ao ar livre, rodeado por vegetação e embalados pelo som da água a correr no riacho.

A entrada custa 6€ e é dado um cesto plástico a cada pessoa para transportar os pertences. É cobrado à parte o duche quente (1€), toalhas de banho (2€) e aluguer de cacifos (1€). É cobrada uma fee de 20€ pelo cacifo que é devolvida no final, mas se deixarem as chaves do carro não precisam de dar este valor. Existe também uma loja que vende fatos de banho, souvenirs, bebidas e outros artigos. Mais info aqui.

As Poças da Dona Beija estão abertas até às 23h e durante a noite é bastante mágico, por isso aconselho a irem ao entardecer para poderem ver o local com alguma luz, mas poderem ficar nos banhos durante a noite.

https://i.pinimg.com/originals/84/5a/b0/845ab0e5d26f88bcd70bca403d232d05.jpg

https://byacores.com/wp-content/uploads/2017/08/19025291_10209554434124250_6127298874768541185_o-1024x683.jpg

No meio do Vale das Furnas, fica o Parque Terra Nostra, construído há cerca de 200 anos. À semelhança da minha visita às poças da Dona Beija, fui também ao final da tarde, mas não foi suficiente para passear por todos os jardins. Para visitar este espaço vão com tempo pois existe uma grande diversidade de plantas e árvores exóticas e o passeio pelo parque é bastante romântico.

O tanque de água termal é enorme e tem água a cerca de 35ºC. Ótimo para passar lá umas horas em ambiente relaxado e rodeado de uma enorme beleza.

O preço de entrada é atualmente 8€ e o horário é das 10h às 18h. Para mais informações cliquem aqui.

https://www.bensaude.pt/terranostragardenhotel/wp-content/uploads/sites/5/2014/02/45-TNGH-Outdoor-Thermal-Pool.jpg

O terceiro banho termal que experimentei foi na Caldeira Velha. Estes banhos ficam na encosta da Serra de Água de Pau, junto à lagoa do Fogo.

Quando lá estive, antes das obras de remodelação, era um local bastante natural, com água vulcânica a escorrer pela encosta, rodeado de enormes fetos. Atualmente sofreu remodelações e está mais propício a turistas, tendo o preço também incrementado em conformidade.

Pic by Tips2Trips

Quando por ali passarem parem o carro em vários pontos para apreciar diferentes pontos de vista da Lagoa do Fogo. É de uma beleza inesquecível!!

Pic by Tips2Trips

Outro local para ir a banhos é a Ponta da Ferraria. Aqui não há tanques nem piscinas e o banho é mesmo no mar. As temperaturas da água variam entre os 18ºC e os 28ºC, consoante as marés. Para saberem qual a hora ideal para irem a banhos instalem a aplicação “Ferraria Hot Springs” disponível para Android e IOS.

Este local parece tirado de um cenário de um filme extraterrestre, devido às formações geológicas negras em contraste com o azul da água.

Próximo desta nascente termal ficam as Termas da Ferraria, onde funciona um bar e um spa.

Pic by Tips2Trips

Nos Açores fica a única plantação de chá da Europa, e por isso , a visita aos campos de chá e à fábrica de chá Gorreana devem ser locais a visitar.

A fábrica é bastante antiga e possui maquinaria antiga, o que a torna ainda mais interessante. Podem assistir a um vídeo explicativo e provar os melhores chás de sempre. Eu fiquei fã do chá verde e preto e confesso que agora só bebo chá dos Açores.

https://i.ytimg.com/vi/Ma9txy9FAYk/maxresdefault.jpg

Algo bastante tradicional e por nós conhecido são os Ananases dos Açores. Em São Miguel são já várias as estufas que podem visitar, mas eu fui visitar os Ananases Arruda. Aqui podem ver as estufas de vidro onde são plantados e ver estufas com ananases em várias fases de crescimento.

Pic by Tips2Trips

A ilha de São Miguel tem coisas incríveis para oferecer e acreditem em mim, vão precisar de mais tempo do que imaginam para ver tudo e conhecer cada local.

Percam-se pelas vilas, pelos pastos de gado, pela natureza, pela comida, por tudo o que puderem.

Um dos locais que mais gostei foi encontrado por acaso. A Ermida do Monte Santo impressiona pelas suas cores vibrantes e localização com vista privilegiada.

Pic by Tips2Trips

O clima pode ser incerto e com possibilidade de chuva, mas até isso vale a pena quando nos cruzamos com um arco-íris.

Levem sapatilhas e roupa confortável, casaco para o vento/chuva e algo especialmente quente se forem andar de barco. Para as termas levem um fato de banho escuro ou velho porque as águas são muito férricas e podem danificar.

Pic by Tips2Trips

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *